Roque Sátiro, mais de 70 livros escritos

Por em 22 / fevereiro / 2017

 

 

 

O MAESTRO – ROQUE SÁTIRO DA SILVA – É natural de Cachoeira- BA, tem 66 anos de idade e é pai de 7 filhos; Músico; Arranjador; Poeta; Escritor, com mais de 70 livros escritos, sete publicados; Compositor de Música sacra com mais de 50 hinos de louvor a Deus; Exerceu Maestria e Regência na Aeronáutica; na Filarmônica 14 de Agosto em Tanquinho; Também Coordenador e Regente do Coral Raios de Luz, da Paróquia de Santo Antônio em Tanquinho; É Trombonista; Trompetista e Autor de vários arranjos musicais. Roque Sátiro da Silva, nasceu em Cachoeira BA, em 1949, conheceu o Senhor Jesus Cristo em 1975, na Igreja Batista Sião em Salvador – Bahia. Evangelista do Ministério Apocalipse, Maestro, Palestrante, Poeta, e Compositor e Autor de mais 70 livros. E um Escritor em ascensão no Mercado Editorial Gospel Nacional. Comprometido com a Palavra de Deus, foi agraciado pelo Senhor com vários dons e tem transmitido de forma inteligente a Mensagem do Evangelho do Senhor Jesus Cristo.

Vem de Deus que em se pisando a cabeça de uma serpente exponha-se o calcanhar ao alcance natural de suas presas; mas temos os pés calçados na preparação do Evangelho da Paz; temos ouvido a Palavra da Fé, cuja Água Viva nos enche da boa seiva da Oliveira Verde, e apaga a todos os dardos inflamados do maligno; e com a cabeça protegida com a mais indiscutível cobertura, O Capacete da Salvação, nós somos erguidos pela Alegria do Senhor que é a Nossa Força, na qual erguemos a Espada do Espírito que a Palavra de Deus, na certeza de que na guerra contra as hostes espirituais da maldade nos lugares celestiais “somos mais do que vendedores”; porque nenhum mal nos sucederá nem praga alguma chegará à nossa tenda; porque todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados pelo seu decreto; a cerca dos quais se declara: “Os que são de Deus o maligno não lhes toca!” Porque em todas estas coisas somos mais do que vencedores por Aquele que nos amou. Sl.91;10-11 Rm.28-30 Ef.10;1-18 IJo.5;18-19.

 

I – ENSINA-NOS A ORAR:

 

FBN 62698 Capa Especial; 119 páginas; Tamanho 21X14; Espessura 0,7 cm; Peso 165 gr.

 

SÚMULA:  A nossa melhor oração será sempre: Pai! Dá-me sabedoria para eu saber pedir. Dá-me poder para eu poder, poder. Ajuda a minha incredulidade. Seja feita a tua vontade. Senhor! Manda somente uma palavra. Sim, Senhor! Faz-me te amar mais. Graças te dou por me haveres criado. Ouve-me quando eu estiver em silêncio. Nas tuas mãos entrego o meu espírito. Se bem parecer aos teus olhos, fica conosco porque o sol já declina. Ensina-nos a orar. Em nome de Jesus. Amém. – A chave dos Céus é A Verdade “Pai Nosso”. A intimidade com Deus se expressa por Abba Pai. O firme fundamento de que se será atendido está na certeza de que Deus mesmo nos convidou a orar, colocando as ervas aromáticas em nossos ardentes corações. O temor, princípio da sabedoria manifesta-se na convicção de que foi A Verdade que disse: Sem Mim, nada podeis fazer. A gratidão maior acontece quando se descobre que dele, e por Ele, e para Ele são todas as coisas. – E se comemora: Glória, pois a Ele eternamente! Sim, e Amém.

 

ENSINA-NOS A ORAR: É um livro com 218 Comentários sobre orações, que ensinam como o homem ouvir Deus enquanto ora; fala do poder e do universo de virtudes espirituais que acontecem quando o homem dobra os seus joelhos e ora a Deus; Excelente para banir os medos, ser orientado por Deus nas decisões e descobrir a voz de Deus na própria fala. Muito útil na construção de mensagens de torpedos. ENSINA-NOS A ORAR: FBN 62698 Capa Especial; 119 páginas; Tamanho 21X14; Espessura 0,7 cm; Peso 165 gr. – Roque Sátiro da Silva, nasceu em Cachoeira BA, em 1949, conheceu o Senhor Jesus Cristo em 1975, na Igreja Batista Sião em Salvador – Bahia. Evangelista do Ministério Apocalipse, Maestro, Palestrante, Poeta, e Compositor e autor de 70 livros. E um escritor em ascensão no mercado editorial gospel nacional. Comprometido com a Palavra de Deus, foi agraciado pelo Senhor com vários dons e tem transmitido de forma inteligente a Mensagem do Evangelho do Senhor Jesus Cristo. Sendo este livro o 1º já publicado. Segunda Edição.

 

II – AGRADÁVEIS NO AMADO:

 

FBN 62698 Capa simples; 214 páginas; Tamanho 21X14; Espessura 1,2 cm; Peso 275 gr.

 

REFEXÕES: Deus é tão fiel a nós e a si mesmo que as palavras dos seus cuidados são imediatamente colocadas no pretérito. De nossa parte, a confiança nos cuidados de Deus deve nascer da certeza de que um Amor Eterno que não amarará somente por um dia, após uma oração fervorosa, um pecado confessado ou uma atitude louvável perante os olhos humanos.

 

A fé nasce pelo ouvir. É no ouvir a Deus que o milagre do perdão e da comunhão acontece. Daí a fé cresce até ver O Invisível; permanece em glória desde que não desistamos de crer no seu amor, e somente enfraquece quando precisarmos ver para crer. Todo simbolismo tende à idolatria e faz a fé morrer logo ao ocultar-se de Deus, direcionando-se a um objeto qualquer. Ainda que Deus tenha feito tudo antecipadamente e nos tenha amado primeiro. Acreditar em Deus não consiste no que Ele faz ou produz, mas na Verdade que Ele É.

 

A Fidelidade de Deus é uma Rocha, não só para ficarmos de pé; mas para andarmos corrermos, repousarmos e cairmos se preciso for. Embora Deus nos queria santos irrepreensíveis e corretos, sempre está preparado para nossas quedas e deslizes, fragilidades e impotência. O seu amor não seria fiel se somente nos suportasse de pés e agradáveis à nossa religiosidade. A fidelidade de Deus permanece proclamada nestas palavras: Seja o vosso falar, sim, “sim”; e não, “não”. Ele é assim.

 

Se tivermos alguma comunhão com Deus é porque a glória da perfeição de uma comunhão consiste em Deus ter criado a união entre si mesmo e pessoas heterogêneas; não por um homogenismo cheio de mesmices pessoais. Por isso, a lei de Deus, quando está sobre o homem que errou contra ela, erguerá imediatamente um Altar de Sacrifício, mas requererá a vida de volta.

 

Deus nos não se aproxima de nós para nos matar; ainda que seja num monte fumegante, com terremotos, sonido de trombetas, saraiva e voz de trovão aterrorizadora. Todas as suas ações são um ímã potencial que somente nos produzirá o bom conhecimento do seu Amor, Poder, e Vontade. A linguagem sublime do sofrimento por amor revela Deus em nós vivendo uma felicidade humana nos padrões divinos. A nossa felicidade esta garantida no fato de que tudo quanto depender do Reino Poder e Glória de Deus serão para Sempre. Por causa disto, a proteção invisível de Deus nos momentos mais difíceis mostra que Deus, mesmo sendo eterno, precisou medir o tempo por nossa causa.

 

Quando ficou escrito que Ele aniquilou a Si mesmo quer dizer também que formando um tempo para nós, acomodou-se a ele, para que O entendêssemos melhor; mas Deus é Eterno. Ele nos quer transportar de volta para uma vida junto consigo, sem tempo e sem medidas. Assim, compreendemos que a prova de que a felicidade existe vive no coração daquele que, mesmo sentindo-se indigno, se apropria de Deus; não no que duvida dele e se enche de méritos.

 

A simplicidade que há em Cristo Jesus, sem aparências, nos aproxima da bênção de sermos imitadores do “Emanuel” que habita em nós. Também aquele coração que abundou em franca valorização do amor de Deus, terá a recíproca verdadeira em muitos e superabundantes valores. Porque aquele que se esconde em Deus, O terá desde os recônditos de sua alma; mas o que oculta Deus em sua vida, jamais O achará dentro ou fora dela.

 

A Sabedoria diz que a sala nobre do diálogo com Deus é vivida em sinceridade franca e verdade voluntária; mas quem não conhece a sinceridade estará sempre do lado de fora. Porque adorar a Deus em Espírito e em Verdade não é uma obrigação religiosa; é a revelação única de um verdadeiro adorador; para esse, o ajoelhar-se é um transbordar de louvor, e poder estender o quebrantamento até o corpo; nisto jamais uma trombeta soará contra Jesus Cristo e contra os amados de Sua Própria Igreja. Os que adoram a Deus em Espírito e em Verdade serão para sempre Agradáveis no Amado.

 

SÚMULA: Uma vez que em se não podendo crer nada seja possível ao que não crê, ser Agradável a Deus excederá a toda a regra de entendimento lógico, e se promulgará a fé como firme argumento de que, o sabor agradável das palavras aos ouvidos e a fraterna recepção do coração a todos os atos do Pai como bondades divinas acima das conclusões humanas, são as mais autênticas reciprocidades expressas na simplicidade da palavra. Esta é a Fala do Verbo; este e o poder de crer que se agracia ao que crê que pode crer. Quem agradavelmente amar a Deus e buscá-lo acima de todas as coisas, acima de todas as coisas ouvirá A Verdade Agradável no Amado dizendo: “Agradáveis no Amado”.

 

AGRADÁVEIS NO AMADO É um livro que contém excelentes reflexões; são como cartas e lembretes de Deus para o adorador, numa linguagem de Pai pra Filho; pode ser considerado livro de autoajuda ou de cabeceira; excelente para ler em viagens; após um momento de oração; para se enviar uma mensagem de conforto a uma pessoa amada; para entendermos melhor as intempéries da vida e poder sentir alívio quando o caminho ficar difícil, estreito, e enfrentando solidão de humanos. AGRADÁVEIS NO AMADO: FBN 62698 Capa simples; 214 páginas; Tamanho 21X14; Espessura 1,2 cm; Peso 275 gr. Sendo este livro o 2º já publicado. Primeira Edição.

 

III – DISCERNIR O CORPO DE CRISTO:

 

FBN 62698 Capa simples; 126 páginas, Tamanho 20,5X14, Espessura 0,8 cm. Peso 170 gr.

 

APRESENTAÇÃO: Reconhecendo Hoje que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus e são chamados pelo seu decreto, dou graças a Deus pelos primeiros ensinamentos religiosos que recebi de minha mãe carola, minha avó devota, minhas tias beatas, uma rezadeira e outra russelita, por terem colocado em minhas mãos, um catecismo, um livro de ladainhas, e as revistas Sentinela e Despertai; também dou graças a Deus por meu pai, que mesmo sendo umbandista me manteve fora dos rituais de magia negra, me abençoando conforme as tradições antigas com as seguintes palavras: “Abençoado seja Você de Deus” Eu sempre fiquei feliz por seu abençoamento, e até hoje com 62 anos ainda não vi ninguém abençoar a filhos com uma benção tão articular, e digo: exclusiva.

 

Deus ouviu a benção com a qual meu pai me abençoava, e Hoje posso arrancar do meu tesouro de vida coisas novas e velhas, tornando-as todas, contribuições para minha melhor comunhão com Deus. Discernir O Corpo de Cristo é um assunto que escrevi logo no início da minha vida de protestante, porque eu tivera reparado que mesmo Jesus Cristo tendo ordenado que todos participassem do Pão e do Vinho, uma das religiões de minhas tias só permitia aos seus membros tomarem do pão, não do vinho; e outra religião O Pão e o vinho eram oferecidos, mas simbolicamente, somente participando deles quem julgasse a si mesmo dignos de estarem nos Céus com Cristo e fossem participantes dos 144000 escolhidos de Israel, homens virgens que nunca tocam em mulher, nunca houve enganos na sua boca. Assim, raramente se via alguém participar do pão.

 

Já dentro da Nova Vida que passei a viver em Cristo Jesus, observei que O Dia da Ceia era também um dia de assuntos administrativos, financeiros, disciplinares, sob juízos, julgamentos, condenações e mensagens rigorosas, não se manifestando claramente que o dia e momento da Ceia eram para “Anunciar A Morte do Senhor Até que Venha”. Por outro lado se era tão grave assim, que alguém tomando do Vinho Sangue e Pão Corpo indignamente seria culpado do Corpo e do Sangue do Senhor, Aquele Momento e Este Momento deveria ser tratado com a maior gravidade e verdade possível; não como um barômetro espiritual ou uma metodologia política de se saber quem eram os favoráveis e os contrários.

 

Como eu tivera procurado muito nas livrarias um livro que ensinasse a discernir O Corpo de Cristo de forma direta e específica e não encontrei por aqueles dias, resolvi tratar do assunto com a Mocidade da Igreja que eu frequentava. Dali, tendo armazenado alguns comentários e questões levantadas, decidi escrever sobre Discernir O Corpo de Cristo. O objetivo deste livro é simplesmente nos ajudar a Discernir melhor O Corpo de Cristo, para não adoecermos, enfraquecermos, e morrermos por falta de um simples exame sábio de si mesmo ou de crer mais precisamente no Poder do Sangue de Jesus Cristo, o Qual nos purifica de todo o pecado. Espero em Deus que o Amado Irmão encontre nestas palavras uns proveitosos veículos pelos quais Deus possa falar contigo na sua linguagem. Sabendo que tudo isto foi dado por ti, por nós, e por vós, saibamos, pois, Discernir O Corpo de Cristo.

 

SÚMULA: Somente discerne bem O Corpo de Cristo quem está dentro dele; aos de fora, estas coisas se dizem por parábolas. Deus, O Espírito Santo Todo Poderoso que pairava sobre a face das águas antes de determinar a terra que secasse, agia na antiguidade com o Homem como Um Poderoso diante de uma casa de cristal, batendo à porta, para então, em pleno consentimento de seu morador, livremente entrar nela e cear com o seu dono, embora tanto a plenitude do dono como a amplidão da casa sempre pertencera a Deus mesmo, antes de depois. Mas respeitando a inviolabilidade da liberdade humana, e querendo habitar no Homem em Espírito Santo, não se conteve em manifestar-se de teofania em teofania, e decidiu transformá-lo em Templos, Sacerdotes, Videntes (profetas), e Cristos (ungidos).

 

Este Mesmo Espírito Santo e Deus, tendo experimentado derramar-se sobre 70 homens a partir de Moisés, não ciumou deles nem se envergonhou de chamá-los Irmãos, dizendo através de Moisés: Quem me dera que todo o Povo de Deus fosse Profeta, e que O Senhor derramasse sobre ele do Seu Espírito. Esta é a mais explícita solicitação e promessa do derramamento de Deus em Espírito Santo para dentro dos muitos membros da Igreja, formando Um Corpo Ativo e Visível de Cristo.

 

Este é O Consolo e o Consolador que manifesto mantém o EMANUEL novamente palpável nos membros de seu Corpo. Foi Ele quem anunciou de Si mesmo que viria em Glória Palpável maior que Moisés, maior que Salomão; e sendo Deus Conosco, permanece na mais absoluta realidade palpável do Deus Espírito Santo, entre nós, através de seus Servos, Filhos e Amigos, aos quais nomeou: Sal da Terra, Luz do Mundo, Sacerdócio Santo, Povo Adquirido, Carta de Deus aberta ao mundo, Membros do Corpo em Particular, Membros uns dos Outros, Juntos um mesmo Pão; coluna e Firmeza da Verdade; e sobre eles resplandeceu o Seu Rosto.

 

O Mesmo Deus Espírito Santo passou a habitar no homem formando Um Corpo de uma forma tão gloriosa e viva que, quando usa a mão, o pé pensa que não é do Corpo; quando usa o olho, a orelha presume que não pertence ao Corpo; quando usa todo O Corpo como se fosse olho, o ouvido se reputa por perdido no Corpo; quando se move pelo ouvido, o olfato solicita espaço e lugar. É sempre assim que nos sentimos quando estamos no Corpo. A cada membro que manifesta Deus nós o destacamos e lhe consideramos superiores a nós mesmos; e assim nos tornamos Servos uns dos outros, sem nos transformarmos em Senhores um dos outros.

 

Em suma: Discernir O Corpo de Cristo é reconhecer no Corpo da Igreja e na função de cada membro em particular Um Corpo; compreender a formação do Corpo de Cristo, e de novo, Visível e Palpável em cada membro de Seu Corpo; não importando se exposto a todos os olhares ou coberto de duplicada honra.

 

Deus é Espírito; Deus é Santo. É Este Único Espírito Santo que continua repartindo-se entre milhares e milhões de Pedaços de Cristo em 12 Cestos cheios, até que os arrebate a Si em um só Espírito pelo vínculo da paz. Um só Corpo, uma só Esperança, um só Senhor, uma só Fé, um só Batismo; um só Deus e Pai de todos, O Qual é sobre todos, e por todos, e em todos. Isto é O Corpo.

 

Ó Profundidade das Riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis, os seus caminhos! Porque quem compreendeu o intento do Senhor? Ou quem foi seu conselheiro? Ou quem lhe deu primeiro a Ele, para que lhe seja recompensado? Porque dele, e por Ele, e para Ele são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém! – Sendo este livro o 3º já publicado. Primeira Edição.

 

IV – RESPOSTAS:

 

FBN 62698 Capa especial, 256 páginas, Tamanho 22,4X16, Espessura 1,5 cm; Peso395 gr.

 

APRESENTAÇÃO: Estes mil aconselhamentos foram presenteados pela fidelidade de Deus, o que nos deixa confiantes e estimulados a apresentar aos nossos irmãos esta nova série de aconselhamentos espirituais. Certamente, assim como Deus fora conosco completando os seus ensinos através das verdades passadas nos trabalhos anteriores, pelo mesmo amor será fiel em nos orientar no uso das palavras corretas a fim de mostrar verdades que confortarão a muitos.

 

Espero em Deus poder completar mais uma série de aconselhamentos e pensamentos edificantes sobre a vida espiritual; mas em não se completando, aonde quer que pare, terei a certeza de foi como determinado por Deus. Que estes sejam para refrigério de nossas almas, edificação do nosso espírito, saúde para os nossos ossos, e Glória para o Deus Fiel, o Qual não nos deixará sozinhos. A Ele, Honra, Glória, e Louvor, nestas palavras de Aconselhamento.

 

SÚMULA: São conselhos adquiridos na experiência pessoal com Deus, na conclusão e meditação de leituras selecionadas, no testemunho de outros irmãos em Cristo Jesus, nos grandes heróis da fé e no pronto ensinamento da Lei do Senhor meditada dia e noite; Ela é a Professora Madrugada. Esses elementos têm garantido ao que procura em Deus o escape e o entendimento, uma fonte abundante de bens e frutos nos encontros e desencontros da vida terrena. – Amém.

 

RESPOSTAS: É um livro que contém uma coletânea de mil mensagens sobre os mais variados assuntos, pode ser usado côo livro de autoajuda, maná diário ou pão diário; excelentes reflexões para o culto doméstico, grupo de oração; muito confortador para viagens, retiros, pessoas internadas ou reclusas; excelente para o novo decidido; e bem recomendável para qualquer liderança principalmente o Professor de Classe e quem trabalha no aconselhamento pessoal. Lembretes, mensagens inspiradoras e Respostas de Deus. RESPOSTAS: FBN 62698 Capa especial, 256 páginas, Tamanho 22,4X16, Espessura 1,5 cm; Peso395 gr. Sendo este livro o 4º já publicado. Primeira Edição.

 

V – QUEM É DEUS?!

 

FBN 62698 Capa especial, 284 páginas, Tamanho, 22,5X16; Espessura, 1,6 cm; peso 425 gr.

 

APRESENTAÇÃO: A Primeira Teofania que me ocorreu, a mais remota da minha vida e que a minha lembrança ainda me faz sorrir, me aconteceu na minha infância, menos de três anos, possivelmente, quando por alguma traquinagem ou um gracejo infantil qualquer, minha mãe deu de mão a um pente de osso estilo cigano, e tentou impactá-lo contra as minhas pernas e que eu pulei, e fiquei suspenso no ar por aproximadamente 20 segundos, sorrindo por não ter sido atingido, e acreditei que Um Ser Maravilhoso me sustentou, por causa do grande gozo que senti.

 

Ela, a Minha Mãe, guardou silêncio por toda a vida, presumindo que eu esqueceria aquele fato, mas ele ainda me responde muito sobre a Pessoa Bendita do Amor que se fez Pai e tornou-se Deus. Então, durante muitos anos me perguntei? Quem é Deus? Até que o Nosso Senhor Jesus Cristo me encontrou em um Bendito Dia de Salvação e me certificou que ninguém conhece ao Pai senão o Filho, e ninguém conhece o Filho senão o Pai e aquele a quem O Filho o quiser revelar. Assim, Hoje, à semelhança do Povo de Israel no deserto que exclamava admirados Maná! Maná! Maná! O que significa “O QUE É ISTO?!” A minha alma ainda indaga cheia de júbilo: Quem é Deus?

 

É óbvio e extremamente lógico que ninguém tenha esta resposta completa ou que satisfaça aos anelos humanos por compreender seu Criador, senão somente O Nosso Senhor Jesus Cristo, O Mestre que disse: “Ninguém conhece o Filho senão o Pai; e ninguém conhece ao Pai senão O Filho, e aquele a quem O Filho o quiser revelar”.

 

Mas quando a Palavra de Deus ferve em nossas almas e arde em nossos corações, e o nosso espírito se inquieta por andar, falar, escrever, pregar, agir, e ficamos pressurosos para deixar fluir estas maravilhosas verdades que como um rio nascente se avoluma em abundantes águas, como uma cachoeira querendo se derramar em amor por Deus e pelas descobertas da sua Lei, sua Palavra e seu Infinito Amor; por esta causa oramos, louvamos, adoramos, pregamos, andamos a passos prestos, dançamos ou escrevemos como quem tenta perpetuar um momento bom com Deus.

 

Quando decidimos escrever este livro, não pretendíamos como ainda não pretendemos responder com a grandeza que se deva à verdade revelada, Quem é Deus. Mas não conseguimos ficar calados diante daquilo que vimos e ouvimos acerca do Evangelho Poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê. Por ouro lado, tendo O Senhor nos prometido que seríamos “Um Escriba”; (promessa que muito marcou a nossa vida), reputo por Vontade de Deus que eu não me contenha mesmo respeitando as minhas visíveis limitações humanas em escrever, por escrever e para escrever.

 

Então Amados do Deus Vivo, suportem-nos enquanto tentamos perseguir os nossos limites de expressão e louvor para lhes dizer como se não o soubessem “Quem é Deus”. Espero em Deus que as tendas das suas cortinas também se estendam e que Deus manifestado nelas fique ainda maior e mais cheio de graça diante dos olhos de seus olhos espirituais, e como a luz da aurora, vosso entendimento vá brilhando, brilhando mais e mais, até que no Dia Perfeito concordemos a uma: “Nem mesmo os livros do mundo inteiro caberiam” Caminhos mais altos que os nossos caminhos e Pensamentos que diante deles os nossos pensamentos “não são”. Quem é Deus?

 

SÍNTESE: Somente a plena liberdade de escolher entre dois elementos legítimos e a opção entre dois direitos corretos glorificam o perdão e a escolha. É assim que Deus escolhe e perdoa. Em liberdade de opção justa, plena, absoluta, e santa. Quem nos dera saber escolher e perdoar assim, e assim…

 

QUEM É DEUS?! Um livro de adoração que convida a um conhecimento mais profundo sobre o que se propõe através da teologia sistemática e/ou teofânica; ou seja: A revelação de Deus para os humildes por simplicidade cultural e aos ortodoxos, pela virtude de Deus se revelar a todos os homens e a cada um, sem acepção de pessoas. Um conhecer e prosseguir conhecendo ao Senhor. Excelente para quem Estuda Teologia, quem prega o Evangelho, para quem ensina nas Escolas Dominicais, e para o que não consegue mais acreditar nas Igrejas Atuais. QUEM É DEUS?! FBN 62698 Capa especial, 284 páginas, Tamanho, 22,5X16; Espessura, 1,6 cm; peso 425 gr. Sendo este livro o 5º já publicado. Primeira Edição.

 

VI – O PERDÃO:

 

Capa especial, 216 páginas, Tamanho, 22,3X15,5; Espessura, 1,3 cm; peso 400 gr. Sendo este livro o 6º já publicado. Primeira Edição.

 

COMENTÁRIO SOBRE O LIVRO PERDÃO: Perdão Uma Atitude de Fé Para A Transformação da Cidade. – O Dia do Perdão, um evento promovido pela ORIGEM a AMI e a AMIPE cuja finalidade é comemorar O Perdão Voluntário vivenciado entre seus participantes; também extensivo a tantos quantos entenderem esta mensagem, e irmanados num só Corpo, quiserem festejar naquele dia o poder curativo, restaurador e solidificador do Ser Perdoado e do Perdoar. Na esperança dos frutos desse evento que se aproxima, em regozijos de almas antecipados pela fé, fez ferver de palavras boas os corações dos Escritores participantes desse mesmo sentimento; resultando assim num livro escrito por 16 mãos, cuja mensagem central é Cristo, e o assunto principal O Perdão e a Virtude do Perdoar, como se intitula: “Perdão Uma Atitude de Fé Para A Transformação da Cidade”.

 

Nesse livro comemorativo cuja apresentação aponta para a glória de suas Cartas Abertas de Cristo ao Mundo, tem no seu Prefácio o testemunho do Reverendo Jairo Souza dos Santos, Superintendente da Igreja do Evangelho Quadrangular. Cuja experiência de vida, nos retrata o perdão vivido, praticado, sofrido e comemorado pela Graça de Deus.

 

E temos agradecido a Deus por sua síntese, onde O Homem Chamado Perdão é Uma Dádiva de Si Mesmo, cuja Glória é do Cristo, o Perdão Voluntário de Deus e sua ação mais visível do O Perdoar. Porque A Justiça que veio da Lei e o benefício de cumprir todos os mandamentos, precisava aperfeiçoar A Pessoa do Perdoador, antes de precisar perdoar, como está escrito: Para que sejais perdoados.

 

O Homem Chamado Perdão; mesmo se manifestando como Um Juiz às Portas é, na verdade, O Perdão Antecipado de Deus; Perdão Paciente, Perdão Reflexivo, e em Si mesmo O Perdão Contínuo e Ininterrupto.

 

Mesmo que para os que não ouviram, a mensagem do Perdão e do Perdoar lhes sejam uma Porta Aberta ou um Impedimento, estas reflexões têm em seus resumos O Perdão; uma vez que por não conhecer a mensagem central de Cristo, o pecado fatal de Judas foi o não crer que poderia ser perdoado e por ele ter recorrido ao Sumo Sacerdote quando a Velha Aliança já estaria consumada.

 

Lembrando Jacó: Viva feliz; perdoe, e cure a si mesmo. A vida de Jacó e Esaú nos serve de conselhos práticos no Livro do Perdão Vivo quando nos ensinou a orar, Dizendo: Pai Nosso que estás nos Céus. É Ele mesmo a Pessoa do Perdão e o que disse: Vocês Orem Assim!

 

Perdão! Pensem Comigo: E nos perguntemos: Por que devo perdoar? Perdão é uma decisão? Nós declaramos cheios de ânimo: Já não mais vivo eu, mas Cristo vive em mim. E a vida que agora vivo na carne, vivo pela fé no Filho de Deus… Gt.2.20. E quando eu ofendo? Qual perdão é mais difícil de praticar? A finalidade deste questionamento é trazer de volta A Importância do Perdão o Conceito da Palavra Perdão; A Cura Pelo Perdão. Porque perdoar é um Mandamento de Deus.

 

Cada testemunho pessoal escrito neste livro testifica que, Perdoar é Esquecer. E a lembrança de uma Lenda Árabe conta que um monge reclamou o seu colega por carregar nos braços a uma profana para atravessar um rio, mas não percebia que quando lhe reclamava carregava a mesma moça no ressentimento do coração. Assim é o perdão na Família, quando tem 5 cinco divididos nela. Valores quebras e quedas, valores que podem se perder na família. A sensação de fazer parte desse tipo de família pode gerar a solidão, mas solidão é diferente de estar sozinho. Então, porque Deus disse: Não é bom que o homem esteja só, Perdão é a palavra da vez.

 

A quem liberar perdão? O Perdão simbolizado pela Cruz define espiritualmente entre Perdão e Correntes. Perdoar é a única maneira de quebrar essas correntes e ficarmos livres. Porque perdoar é a arte de fazer as pazes quando algo não acontece como queríamos. Mas O Poder do Perdão sara, restaura, cura, e ressuscita.

 

O Perdão Genuíno como um milagre de Deus de mãos dadas ao Perdão emocional com o auxílio da Psicologia são instrumentos do Abecedário de Deus. Há resistências: Mas Lembrando que o perdão é entrada e saída, ou melhor: perdão é a única saída; Perdão é um presente que você dá a si mesmo.

 

A Experiência com O Perdão mostra claramente que falta de perdão é um veneno para alma: É preciso dar a Deus o que pertence a Deus. Vemos isto no testemunho de Jairo Souza dos Santos, o qual pôde perdoar aos seus desafetos assassinos com O Perdão Olhando Nos Olhos, e ainda lhes presenteou O Plano da Salvação; para que perdoando, a Imagem e Semelhança de Deus permanecessem impolutas sobre seu rosto.

 

Aqui se reporta “a família e os desafios após o perdão”, porque está escrito que os inimigos do homem seriam seus próprios familiares e nem sempre eles conseguem sobreviver perdoando o inimigo olho no olho. Mas está escrito: Se perdoardes aos homens as suas ofensas, também o Vosso Pai que está nos Céus.

 

O Perdão no contexto hebraico do Antigo Testamento significa: perdoar, poupar, aliviar da carga. No contexto do Novo Testamento: perdão significa favor imerecido, ser gracioso com, soltar, perdoar. E se pergunta: Como resolver? Como agir consigo? Como agir com o outro?

 

Para Meditação: Faz bem lembrar que mesmo Deus não guardando ressentimentos contra quaisquer pessoas que lhe ofenderem diretamente ou não, Ele é sempre o primeiro a procurar o homem para a reconciliação, mesmo que aguarde a viração do dia para lhes perguntar: Homem! Onde estás?!

 

Estas mãos e essas mãos escreveram sobre todas estas boas palavras para que O Perdão nos seja como uma bandeira fulgurante entre as demais. – Sátiro.

 

SÍNTESE: O Perdão pertence a Deus. Mas cada vez que seu Irmão peca contra ti ele transfere esse atributo de Deus para tua grandeza, e se tu não estiveres perdoado antes, esta virtude ficará contigo como uma glória indevida; então, quando pecarem contra ti, não assuma este Lugar de Deus; mas preferindo amar antes e suportar antes, para que no perdão antecipado não ocupes o Lugar Forense do Senhor. Porque, se não houver perdão pronto aparecerá a mais imediata sede de vingança, e a vingança pertence a Deus. Assim, quando Ele disse: “Perdoai para que sejais perdoados”, estava nos recomendando a não assumirmos o lugar de Deus, para não pecar contra Ele em dívidas de perdão ou de vingança contra o nosso próximo. Na verdade Ele disse: “Sois deuses”, mas o homem não conhece nem o amor nem o ódio. Então, perdoe o mais presto possível, para não tomares o Lugar de Deus na vida de quem lhe ofender ou pecar contra ti. Ficando difícil demais chame o Homem Chamado Perdão; Ele é Deus, e perdoa pecados. Sl.51;3-7. – O Homem Chamado Perdão é uma Dádiva de Si Mesmo.

 

PREFÁCIO: Para mim é uma honra prefaciar esse livro escrito por várias mãos, mergulhado numa proposta tão inovadora para os Ministros de Cristo e para a Santa Igreja do Senhor, que é: Buscar o Caminho do Perdão, e com essa atitude tão preciosa transformar a cidade.

 

Desde quando fui convidado para contribuir com este projeto, no mesmo espírito de comunhão testemunhando da minha experiência de perdão, acreditei que poderia contribuir intensamente para a transformação de muitas pessoas.

 

Quando no tempo segundo a Suprema Vontade de Deus, recebi a oportunidade para ministrar na ORIGEM, tive a gratificante satisfação de testemunhar sobre um fato que marcou a minha vida e a vida da minha família. Os bons resultados construídos por Deus naquela dolorosa experiência que Ele transformou mal em bem, selando toda a sua obra com “o perdão”, nos dão a certeza de afirmar que podemos na prática do perdoar melhorar a cidade. Acredito que juntos podemos construir uma cidade melhor, podemos realizar aquilo que está no coração de Deus para nossa Cidade.

 

Infelizmente, moramos num país extremamente violento, e O Nosso Senhor Jesus Cristo disse que no final dos tempos, “por se aumentar a iniquidade o amor de muitos esfriará”. Nós não sabemos, até que ponto temos a capacidade de perdoar, enquanto Deus não permitir vivenciarmos uma situação dolorosa, injusta e desumana.

 

A força do perdão é capaz de desconstruir todo sentimento de vingança que possa querer dominar o nosso coração. Cada um de nós tem suas próprias experiências e juntos podemos aprender com elas.

 

A mensagem do Perdão, o ato sublime do perdoar é o assunto principal deste livro; e a virtude de ter sido escrito por várias mãos, com as mensagens e experiências de vida de cada escritor nos certifica do poder da unidade e da comunhão.

 

A leitura devocional ou investigativa deste livro premiará ao que ouvir bem a linguagem do Perdão e confirmará que embora cada membro do corpo de escritores tenha ministérios e operações diferentes no Reino, o Poder do Perdão e a Virtude do Perdoar produziram uma unidade de escrita tão coordenada e tão admirável que se conclui por revelar que há apenas um Autor, em um Mesmo Espírito, falando de uma Mesma Verdade que nos dará a certeza de que Onde há Perdão há Unidade, Vida, Ressurreição, Força, Almas e Cidades conquistadas para Cristo Jesus Nosso Senhor. O Meu testemunho e a participação nele são para que O Senhor seja glorificado na vida de todos quantos aprenderem perdoar.

 

Apresentar esse livro é perceber que assim como eu tantos outros homens e mulheres inspirados por Deus estão refletindo a imagem desse Cristo Vivo que como O Mestre dos Mestres tem nos discipulado para O Avanço do Reino e Conquista da Cidade, tornando-nos Cidadãos do Seu Reino. Afinal todos irão parecer com Ele. – Jairo Souza dos Santos

 

O PERDÃO: Capa especial, 216 páginas, Tamanho, 22,3X15,5; Espessura, 1,3 cm; peso 400 gr. Sendo este livro o 6º já publicado. Primeira Edição.

 

VII – CONDUTA CRISTÃ EM 50 PASSOS

 

FBN 62698. Capa especial, 110 páginas, Tamanho, 20,4X13,9; Espessura, 1,0 cm; peso 140 gr. Sendo este livro o 7º já publicado. Primeira Edição.

 

APRESENTAÇÃO: Eis que te preparei trilho novo que tem dentes agudos; aos montes trilharás e aos outeiros os tornarás como folhelhos. Tu os padejarás e os ventos os levarão e o tufão os espalhará; mas tu te alegrarás no Senhor e te gloriarás no Santo de Israel. Is.41:15-20.

 

Amados! Bendito seja O Senhor! A primeira vez que li estas palavras na Bíblia, depois que nasci da Água e do Espírito, os quais me libertaram totalmente do “russelismo”, senti-me feliz e temeroso. Feliz pelo trilho novo e pelo credo novo de agora numa Boa Semente de se plantar; e temeroso porque tomei ciência de que cada dia novo para se caminhar com Deus é um Novo Dia; não apenas um dia poético, mas até sangrento; contudo, aberto pelos passos de Jesus Cristo.

 

Estando eu já em Cristo Jesus, comecei entender que há vento que de mãos dadas ao tufão combatem contra o nosso altar diário e tentando empoeirar os nossos olhos até chorarem, ameaçam a imagem da realidade a nos furtar a maravilhosa visão que o Evangelho nos presenteia: O encontro da Misericórdia com A Verdade; o beijo da Justiça com A Paz; A Verdade brotando da Terra; A Justiça olhando desde os Céus; O Bem do Senhor na terra dos viventes; a terra que fora condenada dando Bons Frutos; A Justiça como Adjutora do Justo; e os Passos do Maravilhoso tornado Sangrentos, para nos ensinar andar passo a passo, milhares de passos na terra e o passo maior rumo às Alturas! Maranata!

 

Amados! Mesmo que todos os dias e em todos os seus dias tenhas que refazer O Altar do Verdadeiro Sacrifício Santo e Agradável a Deus, prossigam! Não importa se de pés ou de joelhos, erguidos ou prostrado aos Pés do Senhor, numa carruagem de fogo ou numa baleia; há Um Vento Veemente e Impetuoso que lhes ordenará todos os passos, passo após passo, até que como num redemoinho de um Maravilhoso Vento lhes leve O Senhor a Si. Sl.85:7-13.

 

Nós lhes apresentamos “Conduta Cristã em 50 Passos”. São passos de um caminho pequenino, mas foram passos escritos para também cooperarem com o nosso bem andar cristão. “Conduta Cristã em 50 Passos”.

 

RESUMO: Todos os ensinamentos de Conduta Cristãos em 50 Passos se consistem em: Todas as ações do cristão devem dizer para o mundo que o jugo de Jesus Cristo é suave e seu fardo é leve; mostrar que há diferença entre o que serve a Deus e o que não serve; fazer diferença entre a servidão de Deus e a servidão do mundo; Deus mesmo estabeleceu esta diferença.

 

Há diferença entre bodes e ovelhas, luz e trevas, joio e trigo, salvos e perdidos, luz e sal, vasos de honra e vasos para desonra; mas se alguém se purificar dessas coisas será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, sal verdadeiro e luz do mundo; separados puros e aprovados para Sacerdócio Santo, Povo Adquirido a preço de sangue, a fim de que o mundo possa compreender que há diferença entre os Filhos de Deus e os Filhos de Belial.

 

“Conduta Cristã em 50 Passos”, Agora feito livro, busca ajudar ao Servo de Deus que está interessado em uma vida espiritual fiel e quer poder vivê-la mais intensamente ainda. Eternamente até. CONDUTA CRISTÃ EM 50 PASSOS.

 

FBN 62698. Capa especial, 110 páginas, Tamanho, 20,4X13,9; Espessura, 1,0 cm; peso 140 gr. Sendo este livro o 7º já publicado. Primeira Edição. Sendo este livro o 5º já publicado. Primeira Edição.

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *