Famílias na UTI – Adailton Acione

Por em 22 / outubro / 2017

Famílias na UTI

 

O casamento é uma instituição divina, criada por Deus ainda na dispensação da inocência, antes de qualquer pecado e malignidade existir. Portanto, é uma instituição bela e pura.

Cristo dignificou o casamento marcando presença nas bodas em Caná da Galileia, onde operou o seu primeiro milagre. Ali, Ele formalizou, endossou e enobreceu o casamento.

Casamento é uma dádiva graciosa de Deus para promover companheirismo, conforto, afeto mútuo, procriação e prazer sexual.

 

Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará”

 

Mas, uma simples palavra mal entendida ou mesmo mal colocada pode ser o ponto de partida para um conflito e até separação.

O casamento pode ser comparado a uma árvore frondosa, com folhas verdes, florida, cheia de frutos e sombra. Chegar a tornar-se referência para muitas pessoas. Figurativamente, as folhas verdes representam o amor vibrante; os frutos são os resultados de um relacionamento solidificado, as flores representam a alegria radiante de um casal apaixonado. E, quem não gosta de recostar em uma árvore que tem sombra e frescor? Às vezes é também um refúgio para uma chuva repentina.

O relacionamento é comparado com essa árvore frutífera ao servir de referência para aconselhar outros casais e orientar recém-casados. Mas, quando, por alguma consequência vemos essa árvore ser cortada e, já não se vê mais folhas, frutos, flores e sombra, a dor traspassa o coração.

Nem sempre é fácil admitir que o casamento está morrendo e, precisa urgentemente de um tratamento intensivo. Um dos cônjuges pode estar sofrendo abuso psicológico, agressão verbal ou mesmo física.

Existem situações em que a parte mais sofredora enfrenta ganho exagerado de peso, crises neurológicas e emocionais com sérias complicações de saúde física, ou seja, desenvolve doenças psicossomáticas. Pode desenvolver também comportamento alimentar compulsivo com eventual e significativo aumento de peso, tornar-se consumista (comprar demasiadamente e sem necessidade alguma), podendo levar ao alcoolismo e ao consumo de drogas.

As pessoas realmente felizes não são aquelas que buscam o sucesso e o enriquecimento a qualquer custo. As pessoas felizes são exatamente aquelas que desfrutam de paz interior, não vivem sufocadas e nem demasiadamente apegadas às coisas terrenas e passageiras.

Entregar a Deus nossos cuidados e anseios é fazer o que é possível e dizer: “Senhor, daqui em diante é contigo”.

Depender de Deus e confiar inteiramente nos seus cuidados e proteção é muito gratificante. É bálsamo e conforto para a alma.

Fortes e constantes crises familiares veem acarretando desajustes e esfacelando vidas humanas. Milhares de pessoas depressivas e angustiadas acabam se suicidando dia após dia por conta do desespero e, por não encontrarem a solução para o seu vazio, para os dilemas em que estão mergulhadas. O número de separações e divórcios aumentando e a delinquência infanto-juvenil estrangulando a nossa geração. Diante disso tudo poderia mesmo assim haver esperança de restauração? Existe solução para um casamento deteriorado e uma família arrebentada?

Veja o que diz o santo livro em Jó 14.7: “Para uma árvore há esperança; se for cortada, brota de novo e torna a viver. Mesmo que as suas raízes envelheçam, e o seu toco morra na terra, basta um pouco de água, e ela brota, soltando galhos como uma planta nova”.

Todos esses dilemas acabam trazendo sérios prejuízos para os relacionamentos em geral. A família é a célula mãe da sociedade. Estando ela desestruturada irá repassar para a sociedade e para outras gerações todo esse legado. Os motivos que levam ao fim de um casamento são os mais variados: infidelidade, insatisfação, indiferença, ciúme…

O cuidado com o pomar é indispensável para se obter excelentes frutos. A produção de bons frutos depende do limpar, regar e adubar todo terreno e as árvores. Assim é com a família. Todos os membros precisam de cuidar uns dos outros.

A Palavra de Deus é viva e eficaz, ela penetra no mais profundo do nosso ser, faz separação das juntas e medulas, vai até os intentos do coração e pode sim trazer a cura para todos os dilemas e sofrimentos.

Para Deus nada é impossível. Então, cremos piamente que casamentos arranhados, em crises e prestes a desabar, ainda podem encontrar solução em Cristo, perante o qual dobro os meus joelhos e suplico:

‘Senhor vem em socorro dos casamentos que estão em crise, restaura os relacionamentos familiares que estão desmoronando, pois tu és o autor desse projeto fantástico. Tu és o idealizador e criador da família. Portanto, vem Senhor e, assopra vida, restauração e cura plena para todas as famílias que estão fraquejando. Amém! ’

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *